Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Livros do Nosso Bairro

Blog sobre Literatura

Blog sobre Literatura

Os Livros do Nosso Bairro

11
Nov17

A Libélula Presa no Âmbar ou Mil Páginas Que Parecem Cem

Libelula.PNG

 

Acabámos há 5 minutos a leitura deste livro. Foi uma experiência surpreendente de várias maneiras. Primeiro, estava em lista de espera há mais de dois anos. Durante algum tempo, chegámos a suspeitar até que nunca teríamos coragem para começar esta empreitada, quanto mais levá-la a bom porto. O que nos leva ao segundo ponto; a sensação de objectivo cumprido. Parece que acabámos de ganhar a maratona. Terceiro, já tínhamos feito duas tentativas abortadas de leitura. Mais uma vez se confirma aquela célebre máxima que existe um tempo certo para cada livro. Quarto, mas não menos importante, nunca julgar um livro pela capa. Não é um dos Inesquecíveis, mas é um excelente livro para entreter (e estávamos mesmo a precisar disso). As páginas viram-se sem esforço. A autora sabe manter o leitor preso à história e no meio daquelas 1000 páginas existem poucos tempos aborrecidos. Sempre pensámos que depois de terminado, íriamos fazer uma pausa na série Outlander. Engano. Não dá para parar. Queremos continuar com o Jaimie e a Claire. Note to self: go with the flow (sem fazer planos).

 

06
Nov17

A Libélula Presa no Âmbar ou o Tamanho Não Importa

 

IMG_4144.JPG

 

Este "pequenote", a nossa leitura do momento, é um verdadeiro tijolo uma vez que tem nada mais nada menos que 1000 páginas e pesa uns modestos 1,4 Kg. É quase impossível agarrar nele com uma mão apenas. Para lê-lo, usamos uma almofada como apoio. Não o conseguimos levar connosco para lado nenhum ou melhor, conseguimos mas com esforço. Saídos de uma ressaca literária há pouco tempo este tipo de livro não seria um candidato à partida. Mas foi, sabem porquê? A resposta é simples, porque era mesmo o que nos estava a apetecer ler. A história tem imenso ritmo, não há momentos aborrecidos. Já tínhamos sentido o mesmo quando lemos o primeiro volume de Outlander, e este não está a desapontar. Claro que o facto de apreciarmos o género também ajuda e muito. Cada vez mais acreditamos que todos os livros têm um espaço e um tempo próprios para serem lidos. E cá pelo Bairro, estava mesmo na altura de voltar à Claire e ao Jaimie. 

Estamos a Ler

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Sigam-me