Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Livros do Nosso Bairro

Blog sobre Literatura

Blog sobre Literatura

Os Livros do Nosso Bairro

21
Out17

A Balada do Café Triste de Carson McCullers

IMG_0081.JPG

 

Andávamos na "garimpagem" de livros em estantes alheias e este pequenino (12 x 18,5 cm com 112 páginas) chamou-nos a atenção. É um daqueles casos típicos em que os livros nos escolhem. De pequenino é que ele não tem nada.  No entanto, não nos parece um daqueles livros que gere consenso. O melhor mesmo é lê-lo sem grandes expectativas. Nunca tinhamos lido nada de Carson McCullers, mas agora queremos ler mais. Desculpa lá Brás Cubas que ficaste em stand-by por algumas horas.

20
Out17

Drácula e outros vampiros

IMG_0067.PNG

 

Outubro desde há uns tempos para cá tem vindo a ser por excelência no meio literário considerado o mês dedicado ao Terror. Pareceu-nos uma boa altura para reler Drácula de Bram Stoker, um clássico do terror, do gótico, do fantástico, como o quiserem classificar. 

Hoje em dia os vampiros estão banalizados na nossa cultura, quer pelo cinema quer pela literatura, mas imaginem o impacto que este livro não terá tido quando foi publicado em 1897. Embora Drácula não tenha sido a primeira história de vampiros da História  (essa honra cabe a John Polidori com o seu "The Vampire" de 1819), é de facto a mais icónica.

Lê-se em permanente tensão e sobressalto, mesmo que seja uma releitura (no nosso caso). O texto está carregado de uma atmosfera pesada e o género em que é escrito, predominantemente epistolar, deixa-nos completamente ligados aos protagonistas. Embora o conde Drácula só apareça esporadicamente, a sua presença é sentida durante todo o tempo.

Até há uns anos atrás, o Drácula era o vampiro mais famoso da literatura, tendo sido ultrapassado no princípio da década de 90 do século passado, pela dupla Louis e Lestat de Anne Rice e mais recentemente pelo Edward da série Twilight (e provavelmente tantos outros dos quais já não estamos a par). É natural, portanto, que não seja para as gerações mais novas o estereótipo de vampiro e que por esse motivo a leitura desta história possa desiludir. Importa pois não esquecer que este livro foi escrito em 1897 e deve ser lido tendo isso em conta.

Para nós é um dos grandes clássicos da literatura mundial, incontornável, que ganhou o seu lugar no Cânone Ocidental. Continua a provocar-nos arrepios!

13
Out17

Projecto Lendo o Cânone Ocidental

IMG_0066.JPG

 

Um dos projectos que se nos meteu na cabeça foi ler as obras que vêm listadas pelo Harold Bloom, no seu "O Cânone Ocidental". Desconfiamos que é desafio para durar uns bons tempos/uma vida inteira...mas isso não nos tira a vontade. Sem pressas.

Lidos até agora:

 

Da Idade Teocrática:

1. Alcorão

Da Idade Aristocrática:

1. Cândido - Voltaire

Da Idade Democrática:

1. Os Maias - Eça de Queirós

2. Madame Bovary - Flaubert

3. Ana Kareninna - Tolstoi

Da Idade Caótica:

1. O Amante - Marguerite Duras

2. Metamorfose - Kafka

3. A Sangue Frio - Truman Capote

4. Uma Agulha no Palheiro - J. D. Salinger

 

As obras da Jane Austen, o Drácula de Bram Stoker e Os Lusíadas não foram contabilizados (lidos no século passado). Queremos relê-los assim que possível. E vocês?

Estamos a Ler

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Sigam-me